Após falência, Boris Becker leiloa troféus de Grand Slam e Davis
06/04/2016 14:22 em Esportes

As atenções dos fãs do tênis estão voltadas no momento para Londres, onde os principais nomes do esporte disputam a edição 128 do torneio de Wimbledon. O novo campeão na "grama sagrada" será conhecido no dia 14. Ao mesmo tempo em que Federer, Nadal e Djokovic duelam pelo título mais tradicional do tênis, um outro grande nome da história da modalidade volta às manchetes. Mas por uma questão extra quadra. Tricampeão de Wimbledon e com outros três títulos de Grand Slam no currículo, o alemão Boris Becker, enfrentando dificuldades financeiras, precisou leiloar itens relacionados a sua carreira.

 
Trófeu do US Open ganho por Boris Becker em 1989 — Foto: DivulgaçãoTrófeu do US Open ganho por Boris Becker em 1989 — Foto: Divulgação

Trófeu do US Open ganho por Boris Becker em 1989 — Foto: Divulgação

Entre os artigos oferecidos pela empresa Wyles Hardy em um leilão virtual, que termina no dia 11, está o troféu de campeão do US Open conquistado por Becker em 1989, quando derrotou o tcheco Ivan Lendl na final. Até às 14h desta sexta-feira, o maior lance pela taça era de 13.750 libras (R$ 65,5 mil). Ainda abaixo do valor mínimo para a venda, não revelado pelos organizadores do leilão.

 
Boris Becker conquistou seis títulos de Grand Slam na carreira — Foto: Patrik Lundin/Getty ImagesBoris Becker conquistou seis títulos de Grand Slam na carreira — Foto: Patrik Lundin/Getty Images

Boris Becker conquistou seis títulos de Grand Slam na carreira — Foto: Patrik Lundin/Getty Images

Também está disponível o troféu de vice-campeão de Wimbledon dado ao tenista alemão em 1995, quando perdeu a decisão para o norte-americano Pete Sampras. O maior lance a menos de uma semana para o fim do leilão chegou a 5.600 libras (R$ 26,6 mil).

 
Troféu de vice-campeão de Wimbledon de 1995 pertencente a Boris Becker — Foto: DivulgaçãoTroféu de vice-campeão de Wimbledon de 1995 pertencente a Boris Becker — Foto: Divulgação

Troféu de vice-campeão de Wimbledon de 1995 pertencente a Boris Becker — Foto: Divulgação

Outros destaques do leilão são o troféu de campeão da Copa Davis de 1988, quando a Alemanha derrotou a Suécia na decisão, e o anel dado a Boris Becker quando ele foi indicado ao Hall da Fama do Tênis. As duas peças tinham lances na faixa de 4 mil libras (R$ 19 mil) até o início da tarde desta sexta-feira, sem que os valores mínimos tivessem sido alcançados.

Também foram colocados à venda itens como raquetes, calçados e uniformes usados por Becker durante a sua carreira.

Boris Becker conquistou títulos em três dos quatro Grand Slams. Em 1985, o alemão surpreendeu o mundo do tênis ao ser campeão em Wimbledon com apenas 17 anos (recorde até hoje do torneio). Ele venceu em Londres também em 89 e 91. E foi campeão também do US Open (1989) e do Australian Open (91 e 96). Além da conquista da medalha de ouro em duplas nos Jogos Olímpicos de Barcelona em 92 (ao lado de Michael Stich).

Após pendurar as raquetes, Becker teve sucesso como treinador, orientando o sérvio Novak Djokovic por três anos (de dezembro de 2013 a dezembro de 2016).

Mas apesar do sucesso nas quadras - e da premiação de US$ 25 milhões (R$ 94,8 milhões) durante a carreira, segundo estimativa de instituições financeiras -, o ex-tenista decretou falência em 2017, com uma dívida bancária de US$ 14 milhões (R$ 53 milhões).

Na época da decretação da falência, o advogado de Becker, John Briggs, foi direto ao se referir ao seu cliente.

- Ele não é um indivíduo sofisticado quando se fala em finanças.

COMENTÁRIOS